Você está aqui: Página Inicial / Câmara / Notícias / DIÁCONO ANTONIO ALHER RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO

DIÁCONO ANTONIO ALHER RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO

por Camara Municipal publicado 26/08/2019 14h40, última modificação 26/08/2019 14h46

Conferido através de decreto legislativo e de iniciativa do vereador Agnelson Galassi, a Câmara Municipal de Arapongas realizou na noite desta quinta-feira (29), sessão solene para a outorga do título de Cidadão Honorário ao diácono da paróquia Senhor Bom Jesus, de Aricanduva, Antonio Alher. Participaram da sessão o presidente da Casa, Osvaldo Alves dos Santos, e os vereadores Agnelson Galassi, Antonio Carlos Chavioli, Levi A. Xavier, Márcio A. Nickenig, Miguel Messias, Paulo C. de Araújo e Rubens Franzin Manoel. O padre Rafael Rabelo representou o bispo diocesano Dom Carlos José de Oliveira.

ANTÔNIO ALHER, nascido no dia 29/06/1948, Natural de Bernardino de Campos - SP, Casado com Srª Pedra Alher, resultado deste casamento nasceram os filhos: Jesus Célio Alher, Célia Regina Alher Gardini e Rafael Júlio Alher. Antonio Alher morou no Sítio Bacarim no distrito Pirapó, vindo fixar residência no Distrito de Aricanduva no ano de 1966. Trabalhou nas Empresas Mela-Metalúrgica Lampê e Nortox, nesta última encerrou suas atividades trabalhistas em 1995.

O Diácono Antônio, conhecido na Comunidade paroquial carinhosamente como Sr. Ico, desde muitos anos tem trabalhado pela comunidade local. Antes mesmo de sua Ordenação Diaconal, ocorrida em 06 de junho de 2012, já exercia um papel de liderança em função da organização eclesial da comunidade. A Paróquia Senhor Bom Jesus por ser uma paróquia pequena e pela condição financeira pouco favorável nos seus 51 anos de existência padeceu muito pela grande rotatividade de padres, o que desfavoreceu um trabalho pastoral orgânico a médio e longo prazo. Apesar disso, o Diácono Ico permaneceu como ponto de referência para a comunidade. Além de realizar celebrações da Palavra quando não era possível a celebração da Santa Missa, também conduziu a comunidade na dimensão pastoral e econômica. Como Diácono da igreja celebrou inúmeros batizados e casamentos, além de orientar espiritualmente o povo. Ainda hoje continua exercendo o seu ministério, apesar da saúde fragilizada. Hoje, o Diácono Ico evangeliza pelo testemunho. Sua saúde frágil não o impede de pôr-se à disposição e dar o melhor de si. Em tempos passados o Diácono Ico era até ponto de referência para urgências médicas. Muitas pessoas vindas das áreas rurais foram socorridas por ele. Como era Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão e percorria as diaconias rurais celebrando e pregando a Palavra de Deus, sempre foi visto como um líder que as pessoas recorriam não só para assuntos pastorais e espirituais, mas também para muitas outras urgências. Inúmeras vezes o Diácono Ico levou pessoas das zonas rurais ao médico, inclusive mães em trabalho de parto. Até sepultura para indigentes o Diácono já providenciou, fato que revela sua disposição e doação pela comunidade. São inúmeros os relatos de pessoas que em algum momento recorreram e foram atendidas por ele. Tudo isso revela uma personalidade aberta ao próximo que muitas vezes sacrificava seu descanso e convivência familiar para fazer o bem a quem quer que fosse.